A Geração Z e todos os seus impactos no mundo da Moda

Já se ouve falar dos millenials e de todas as transformações que vêm promovendo no mundo. São estes, a geração Y, jovens nascidos entre 1980 e 1994. Porém, uma nova geração, os pós-millenials ou Gen Z, nascidos entre 1995 e 2010, tem se destacado ainda mais.

Não é mistério nenhum que o mundo se molda de acordo com o comportamento das pessoas, sempre funcionou dessa forma. Contudo, crescer em meio a tecnologia e ao rápido acesso à informação foi o estopim de uma era revolucionária nunca vista antes.

Talvez, por terem nascido em meio à guerras, tensões econômicas e sociais, tem uma visão menos idealista sobre o mundo e esperam menos das outras pessoas, são mais engajados e conscientes. Também veem o mundo com menos preconceito e por isso, celebram o único de uma maneira incrível.

Jaden Smith celebra a igualdade de gêneros e estrela campanha feminina da Louis Vuitton.

Essa geração consome conteúdo tão rápido quanto o descarta, pois apenas absorvem o que de fato interessa e por isso, conseguem lidar com um turbilhão de coisas ao mesmo tempo. E não é diferente com a moda. Não é interesse, para nenhum desses jovens, produtos absurdamente caros e de luxo que não os satisfaçam completamente. Eles buscam versatilidade, diversidade de estilo, e claro, qualidade, mas sempre pensando no foco beneficente, tanto para o homem quanto para a natureza.
Não é à toa que grandes e pequenas marcas começaram a mudar o foco de suas campanhas para atingirem os Gen Zs, que prometem se tornar o maior número de consumidores em menos de dez anos.

Lily Rose Deep, uma Gen Z, na passarela da Chanel.

Um grande exemplo dessa mudança é o see now buy now, em que as marcas liberam as peças para venda imediata após os desfiles, que antes demoravam até seis meses. Dessa forma, aguçam a vontade de consumo e causam impacto para a geração do “quero o que eu quero quando eu quero”. Tudo isso devido a ascensão das redes sociais e aplicativos que mostram o que acontece em tempo real, como o Snapchat e o Stories do Instagram.

Como tudo muda o tempo todo, a crise que o mundo da Moda enfrentou tendo os millenials como consumidores mais exigentes, se vê perto do fim com as diversas alternativas encontradas para mudar o sistema fashion, a fim de se adaptar aos novos consumidores ultrarrápidos (Gen Zs) e tirar o melhor resultado dos altos investimentos feitos nos desfiles e campanhas, afinal, são ferramentas poderosíssimas na comunicação entre a empresa e o meio externo (consumidores).

Você pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *